Home  
 

Contribua
Está com dúvida?
Clique aqui.
Menu Geral
Home
Inscreva-se
Regras
Fórum
Downloads
Temporadas
Nascar Series
NR2003
Pro S2/2018
Light S4/2018
Truck S2/2018
Login





Esqueceu sua senha?
Sem conta? Crie uma

Light - Depois de Indy, Dog promete ajustes na Categoria E-mail
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Por Nuno Moraes   
08 de agosto de 2006
dognunoVida de piloto e repórter da LBN não é fácil. Em mais uma de suas reportagens para a LBN News, o repórter Nuno Moraes esteve em “Belzonti”, onde conversou com o gerente da categoria Light, Ricardo Vizibelli. “Cuidado Nuno, o Dog tá chegando”, foi o aviso dado por um passante, fã das matérias do intrépido repórter e piloto.

Achando que era o gerente da categoria, que atende por esse apelido, Nuno precisou correr e pular seis muros – pelo menos não bateu neles – para fugir do pitbull que havia fugido de um canil próximo. Depois de se livrar do cachorro, chegou à hora de enfrentar o outro Dog...hehehehe.
Gerente da categoria Light desde os tempos em que ela era Rookie (em 2002), Vizibelli mostrou ter um carinho especial pela categoria. Mas mostra-se preocupado com as coisas que aconteceram na primeira etapa, além de esperar não ter que suspender nenhum piloto antes do meio da temporada. “Mas se tiver que fazer isso, não pensarei duas vezes” , diz em tom sério.
Ao ser perguntado sobre as possíveis mudanças que poderão acontecer já em Watkins Glen, Dog disse em tom apaziguador: “Não pretendo tomar nenhuma atitude repressiva, ou aumentar a punição para os pilotos que cometerem erros na pista. Ainda não posso dizer o que será feito, mas ajustes ocorrerão, com certeza. Algumas vezes, acontecem situações que não eram esperadas. Para isso servem os ajustes. Tudo será postado no fórum da categoria” , disse Dog. Sobre a questão de ter revelado isso em tom de “ameaça” no Fórum Autoracing, o gerente da Light respondeu dando gargalhadas: “Terrorismo roxxx” .

“Minha impressão a respeito da categoria, nessa primeira corrida, ficou dividida em duas: a inicial, que foi até o meio da corrida, e a final, daí em diante. Primeiro fiquei horrorizado. Logo pensei que a temporada vai ser difícil. Muitos acidentes bobos, e desconhecimento dos procedimentos por parte de alguns. Mas depois da metade da corrida parece que reaprenderam e tudo correu bem. Ainda precisamos melhorar alguns aspectos. Sempre precisamos. Mas acho que temos um futuro muito bom” , continuou o gerente da Light.
Apesar das oito YFs, poucos protestos foram enviados para análise da gerência. Sobre isso, Dog emitiu uma opinião que mais parece um “puxão de orelhas” na galera: “Acho que é um mix de coisas. Desinteresse por parte de alguns, conformismo por parte de outros e medo de represálias ou inimizades. Acho que este último é a maioria. As pessoas precisam entender que protestar não é agredir ou atacar. Os pilotos precisam entender que existem regras e elas precisam ser seguidas. Quem recebe protesto avalia se foi justo e entra com o recurso para se defender. Se não conseguir reverter, paciência. É a regra do jogo. É partir pra próxima e tentar não cometer os mesmos erros” .
E sobre o fato de, em todo início de temporada, algumas vezes em todas as corridas, ter que ficar dando orientações para os pilotos que nem sempre são seguidas? A resposta do gerente chega a ser surpreendente. “É um pouco desanimador. Às vezes penso que alguns fazem de propósito só para descontar as punições que dou (risos). Mas lembro das vezes que eu também fiz (e faço) bobagem na pista e lembro que todos podem errar. Na hora da adrenalina é difícil segurar. Mas um pouco mais de atenção não faria mal algum” , finalizou Dog.
Por favor, faça login ou registre-se para comentar.
J! Reactions Commenting Software
General Site License
Copyright © 2006 S. A. DeCaro
 
< Anterior   Próximo >